Artigos

Ciclo de Conferências “A Saúde e o Direito” – 18 de Junho – Coimbra

A Plataforma Saúde em Diálogo em parceria com o Centro de Direito Biomédico da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra irá promover uma conferência sobre “Proteção Jurídica da Pessoa em Situação de Incapacidade”.

http://www.plataforma.org.pt/
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

CAFÉ MEMÓRIA de Viseu arranca já no próximo dia 23 de maio

CAFÉ MEMÓRIA de Viseu arranca já no próximo dia 23 de maio
Existem agora nove CAFÉS MEMÓRIA em todo o país
O CAFÉ MEMÓRIA é um local de encontro para pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores

A Alzheimer Portugal e a Sonae Sierra acabam de assinar um protocolo com a Câmara Municipal de Viseu, as Obras Sociais do Pessoal da Câmara Municipal e Serviços Municipalizados de Viseu e a Escola Superior de Educação de Viseu para a criação de um CAFÉ MEMÓRIA na cidade de Viseu. O projeto contará ainda com o apoio da Novartis, que contribui financeiramente para a concretização desta iniciativa local.
As sessões do CAFÉ MEMÓRIA de Viseu irão funcionar na Biblioteca Municipal, nos quartos sábados de cada mês, entre as 10h00 e as 12h00, sendo que a primeira sessão está agendada já para o próximo dia 23 de maio.

A expansão está integrada na estratégia de alargamento da iniciativa a diferentes regiões do país, com o objetivo de levar esta resposta social a um número cada vez maior de pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores. Com este acordo, o projeto com cerca de dois anos de existência passa a contar com nove locais de encontro: Lisboa (em três espaços), Cascais, Campo Maior, Porto, Viana do Castelo, Oeiras e, agora, Viseu.

A iniciativa tem como objetivo proporcionar um local de encontro para a partilha de experiências e suporte mútuo a pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores, com o acompanhamento de profissionais de saúde e de ação social. O CAFÉ MEMÓRIA pretende, assim, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e redução do isolamento social em que muitas destas pessoas muitas vezes se encontram.

O projeto foi criado em abril de 2013, numa iniciativa da Sonae Sierra e da Associação Alzheimer Portugal, que teve início com as sessões a decorrerem nos Centros Comerciais Centro Colombo e CascaiShopping. Em fevereiro de 2014, fruto da parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, foram criados mais dois novos CAFÉS MEMÓRIA, com sessões na Cafetaria do Museu de S. Roque e no Espaço Santa Casa, em Lisboa. Também em 2014 o projeto chegou a Campo Maior, numa parceria com a Associação Coração Delta e Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior. No mesmo ano, a iniciativa foi alargada ao Porto, em resultado do investimento local das fundações Montepio e Calouste Gulbenkian, e também a Viana do Castelo, em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo e a HOPE! Respostas Sociais. Este ano, o projeto já chegou ao concelho de Oeiras, resultado de uma parceria com a Câmara Municipal de Oeiras, a Associação APOIO e o Rotary Club de Algés.
Desde o seu lançamento, o projeto registou 1.823 participações, maioritariamente cuidadores e familiares de pessoas com demência, e contou com o apoio de 164 voluntários que já dedicaram perto de 3.000 horas ao projeto. Contou ainda com a presença de cerca de 270 convidados, entre especialistas e pessoas interessadas na área das demências.

Elsa Monteiro, Diretora de Sustentabilidade e Comunicação Corporativa da Sonae Sierra, afirma que “um mês após o lançamento do CAFÉ MEMÓRIA em Oeiras, é com entusiasmo que anunciamos a chegada do projeto a mais uma região do país. O sucesso da iniciativa tem motivado a adesão de diversas entidades e faz-nos acreditar na nossa ambição de, no 3º ano do projeto, duplicar a rede de CAFÉS MEMÓRIA em Portugal”.”.

Para Isabel Gonçalves, Presidente da Delegação Centro da Associação Alzheimer Portugal, “A abertura do primeiro Café Memória na zona centro do país é para nós um grande passo no trabalho que temos vindo a desenvolver para criar respostas de proximidade para os cuidadores e pessoas com Demência residentes nos concelhos abrangidos pela Delegação Centro. Viseu é o primeiro, e esperamos que não seja o único. Acreditamos que, no futuro, mais Municípios um pouco por todo o país reconhecerão a importância deste projeto e o tornarão uma das suas prioridades.””

Joaquim Seixas, Vice-presidente da Câmara Municipal de Viseu refere que “Viseu, como cidade de referência na promoção da qualidade de vida, é uma comunidade inclusiva e socialmente responsável. Trabalhamos todos os dias para que isso seja uma realidade. Receber em Viseu o CAFÉ MEMÓRIA é motivo de orgulho e um sinal da nossa responsabilidade social. Temos de traduzir o nosso compromisso em prática, acompanhando e apoiando quem mais precisa”.

José Carreira, Presidente das Obras Sociais do Pessoal da Câmara Municipal e Serviços Municipalizados de Viseu, refere a propósito do lançamento do projeto na cidade que “no dia 8 de junho de 2014, as Obras Sociais criaram o Centro Apoio Alzheimer Viseu para ajudar os familiares e cuidadores de pessoas com Alzheimer e outras demências. Hoje, ao colaborarmos no projeto CAFÉ MEMÓRIA, em Viseu, significa que vale a pena sonhar, acreditar e trabalhar em parceria, fortificando a rede interinstitucional. Viseu é, cada vez mais, ‘a cidade da Memória’”.

Maria Cristina Azevedo Gomes, Presidente da Escola Superior de Educação de Viseu, afirma que ” A ESEV tem protocolos com várias instituições da sua área de influência, garantindo locais de estágio para os seus alunos e promovendo a concretização de parcerias e projetos que contribuam, em processos de investigação articulados com os domínios de formação da ESEV, para o desenvolvimento sustentável da região onde se inscreve. É neste sentido que a ESEV integra o CAFÉ MEMORIA de Viseu, com o envolvimento de duas docentes. Trabalhar a problemática das doenças neurodegenerativas, em particular da doença de Alzheimer, numa abordagem inovadora que privilegia a intervenção direta, em contexto informal, com pessoas com problemas de memória ou demência e com os familiares e cuidadores representa um apoio muito importante para melhorar a qualidade de vida e reduzir o estigma social associados a esta realidade na comunidade local.”.

Para a Novartis, colaborar com a Alzheimer Portugal com quem tem uma relação de parceria há vários anos, na abertura de um novo CAFÉ MEMÓRIA é uma oportunidade para concretizar a sua missão Cuidar e Curar. É por isso com entusiasmo que a Novartis colabora com a expansão deste projeto, acreditando que aproximar doentes, cuidadores e sociedade em geral em torno da doença de Alzheimer promove um maior conhecimento sobre a mesma e sobre como lidar melhor com as suas limitações, melhorando a qualidade de vida de todos os que são impactados por esta doença no dia-a-dia.
Sobre o Café Memória:
O lançamento do ”Café Memória” em Portugal é uma iniciativa da Sonae Sierra e da Associação Alzheimer Portugal e conta desde o seu lançamento com o apoio de diversos parceiros institucionais: Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Montepio e Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa. Conta ainda com o apoio da NOS e da Imago-Llorente & Cuenca e a nível local de uma rede alargada de promotores, como a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a associação Coração Delta, a Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior, as Câmaras Municipais de Viana do Castelo e de Oeiras, a Cooperativa HOPE! Respostas Sociais, a associação APOIO e o Rotary Club de Algés e de apoios, tais como, a Portugália restaurantes, Delta Cafés, Sumol+Compal, Celeiro, CPP, restaurante Camelo e a loja Delta Gourmet do Estação Viana Shopping e o Astúrias Café.

A criação do CAFÉ MEMÓRIA insere-se num projeto mais vasto, o CUIDAR MELHOR (http://www.cuidarmelhor.org), que visa incluir e promover os direitos das pessoas com demência e apoiar e valorizar quem lhes presta cuidados, lançado igualmente pela Associação Alzheimer Portugal e pelos referidos parceiros institucionais. Para além destes, o CUIDAR MELHOR conta ainda com o apoio da Sonae Sierra, da Companhia de Seguros Lusitania e dos Municípios aderentes Cascais, Oeiras e Sintra, onde funcionam os Gabinetes de Apoio abertos à comunidade.

O lançamento do projeto em Portugal enquadra-se na estratégia de Sustentabilidade da Sonae Sierra, que compreende a realização de projetos de âmbito social que contribuam para a melhoria do bem-estar e qualidade de vida dos membros da Comunidade e dos visitantes dos seus Centros Comerciais.

Mais informação sobre o projeto em www.cafememoria.pt ewww.facebook.com/cafememoriapt.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

CAFÉ MEMÓRIA EM VISEU

A Sonae Sierra e a Associação Alzheimer Portugal acabam de assinar um protocolo com a instituição “Obras Sociais do Pessoal da Câmara Municipal e Serviços Municipalizados de Viseu”, a Câmara Municipal de Viseu e ainda a Escola Superior de Educação de Viseu, entidades que serão responsáveis pela criação de um CAFÉ MEMÓRIA nesta cidade. O projeto contará ainda com o apoio da Novartis, que contribui financeiramente para a concretização desta iniciativa local.

As sessões do CAFÉ MEMÓRIA de Viseu irão funcionar na Biblioteca Municipal, aos quartos sábados de cada mês, entre as 10h00 e as 12h00, sendo que a primeira sessão está agendada para o próximo dia 23 de maio.

A expansão está integrada na estratégia de alargamento da iniciativa a diferentes regiões do país, com o objetivo de levar esta resposta social a um número cada vez maior de pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores. Com este acordo, o projeto com cerca de dois anos de existência passa a contar com nove locais de encontro: Lisboa (em três espaços), Cascais, Campo Maior, Porto, Viana do Castelo, Oeiras e, agora, Viseu.

A iniciativa tem como objetivo proporcionar um local de encontro para a partilha de experiências e suporte mútuo a pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores, com o acompanhamento de profissionais de saúde e de ação social. O CAFÉ MEMÓRIA pretende, assim, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e redução do isolamento social em que muitas destas pessoas muitas vezes se encontram.

O projeto foi criado em abril de 2013, numa iniciativa da Sonae Sierra e da Associação Alzheimer Portugal, que teve início com as sessões a decorrerem nos Centros Comerciais Centro Colombo e CascaiShopping. Em fevereiro de 2014, fruto da parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, foram criados mais dois novos CAFÉS MEMÓRIA, com sessões na Cafetaria do Museu de S. Roque e no Espaço Santa Casa, em Lisboa. Também em 2014 o projeto chegou a Campo Maior, numa parceria com a Associação Coração Delta e Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior. No mesmo ano, a iniciativa foi alargada ao Porto, em resultado do investimento local das fundações Montepio e Calouste Gulbenkian, e também a Viana do Castelo, em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo e a HOPE! Respostas Sociais. Este ano, o projeto já chegou ao concelho de Oeiras, resultado de uma parceria com a Câmara Municipal de Oeiras, a Associação APOIO e o Rotary Club de Algés.

Desde o seu lançamento, o projeto registou 1.823 participações, maioritariamente cuidadores e familiares de pessoas com demência, e contou com o apoio de 164 voluntários que já dedicaram perto de 3.000 horas ao projeto. Contou ainda com a presença de cerca de 270 convidados, entre especialistas e pessoas interessadas na área das demências.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

ALZHEIMER: FORMAÇÃO, INVESTIGAÇÃO E INTERVENÇÃO

As Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu, no âmbito do Centro Apoio Alzheimer Viseu (CAAV), dinamizaram uma manhã de debate acerca da doença de Alzheimer.

Contribuir para que Viseu se torne, cada vez mais, uma “Cidade Amiga das Pessoas  e Famílias Afetadas pela Doença de Alzheimer” é o objetivo que todos os dias orienta a nossa ação.

Os três pilares que consideramos fundamentais são: Formação, Investigação e Intervenção. Contámos, ao longo da manhã,  com quatro especialistas com vasta experiência que partilharam testemunhos valiosos. Júlio Fermoso García e Encarnación Pérez apresentaram  o Master Universitário Intervención a Personas con Enfermedad de Alzheimer, da Faculdade de Medicina da Universidade de Salamanca. Sublinharam a importância e urgência de ser dada uma resposta à necessidade de formação e informação sobre a doença, tendo em linha de conta o aumento da população afetada e as previsões de incremento futuro. Referiram também que a formação deve favorecer a investigação e a adequada atenção às pessoas e famílias afetadas.

Maria Isabel Ingelmo, Diretora Gerente do Centro de Referencia Estatal de Atención a Peronas con Enfermedad de Alzheimer y otras Demencias[1] – IMSERSO, Ministério de Sanidad, Servicios Sociales y Igualdad – explicou a missão do centro: ser referência a nível nacional e internacional em gestão, gerar e transferir conhecimentos sobre documentação, formação e promoção da utilização de terapias não farmacológicas e modelos de intervenção, centrados no conceito de qualidade de vida, para pessoas com Alzheimer e outras demências, as suas famílias e instituições cuidadoras.

Catarina Alvarez, coordenadora nacional do projeto Café Memória, apresentou o conceito do modelo de intervenção e anunciou a sua implementação em Viseu, tendo como parceiros as Obras Sociais, o Município e a Escola Superior de Educação de Viseu.

Laura Canelas, apresentou as atividades realizadas pelo CAAV, destacando o apoio psicossocial e jurídico e a relevância do Grupo de Ajuda Mútua. José Carreira, Presidente das Obras Sociais, apresentou, em linhas gerais, o projeto que queremos, em ano de cinquentenário das Obras Sociais, apresentar aos viseenses e, em parceria, executar: Viseu Cidade da Memória.

No dia de celebração do 49.º aniversário, serão dados a conhecer os objetivos do projeto, as atividades propostas e os modelos de intervenção adoptados. Foi uma honra podermos ter em Viseu Julio Fermoso, Maria Igelmo, Encarnación Pérez e Catarina Alvarez.   A todos eles, muito obrigado e “até já”!

 

[1] http://www.crealzheimer.es/crealzheimer_01/index.htm

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Viseu terá em breve Café Memória na biblioteca municipal

A secção infantil da Biblioteca Municipal de Viseu vai receber uma vez por mês o Café Memória, um espaço de debate e de troca de experiências sobre doenças como Alzheimer, destinado a doentes e cuidadores.
O anúncio foi feito ontem, por Catarina Alvarez, responsável pelo projecto Café Memória em Portugal e que já abriu oito espaços em localidades como Lisboa, Porto, Via­na do Castelo, Campo Maior e Oeiras, sendo Viseu o nono espaço a abrir as suas portas, durante a conferência “Viseu, Cidade Amiga das Pessoas e Famílias Afectadas pela Doença de Alzheimer”, organizada pelas Obras Sociais da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Viseu.
Segundo Catarina Alvarez, o Café Memória abrirá as portas uma vez por mês, terá a duração de duas horas e quem quiser participar terá apenas de comparecer. “Queremos contribuir para o diagnóstico precoce, para a sensibilização da comunidade através do voluntariado e criar parcerias com instituições públicas e privadas”, explicou. (IN Diário de Viseu)

PODE LER A NOTÍCIA COMPLETA NA PÁGINA 3

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

DEMENTIA FRIENDLY COMMUNITIES

O Centro Apoio Alzheimer Viseu tem desenvolvido um trabalho que visa ajudar os familiares dos doentes de Alzheimer e os seus cuidadores principais, através de apoio psicológico, social e jurídico, complementado pela criação do Grupo de Ajuda Mútua (GAM), formação e participação em ações de sensibilização em diversos concelhos.

Acalentamos a esperança de contribuir para que Viseu se torne uma cidade mais amiga das pessoas e famílias afetadas pela doença de Alzheimer, inspirando-nos em alguns exemplos bem sucedidos de Dementia Friendly Communities.

 

No dia 22 de abril, realizar-se-á o Colóquio Viseu, Cidade Amiga das Pessoas e Famílias Afetadas pela Doença de Alzheimer[1] com o intuito de trazer para o debate especialistas, no âmbito da formação, investigação e terapias não farmacológicas, que contribuam para o desenvolvimento de um plano de ação. Acreditamos que é imperativo unir esforços para que possamos estabelecer a auto-estrada do conhecimento: Viseu – Salamanca. Temos muito a ganhar com a experiência formativa e especializada da Universidade de Salamanca, bem como com a qualidade das práticas do Centro de Referência Estatal Alzheimer (CREA) de Salamanca. Tive a felicidade de estar no CREA três semanas a observar as boas práticas com os doentes, as famílias e ao nível da gestão organizacional. Um belo exemplo!

Em Portugal, não há um Plano Nacional para as Demências. Uma lacuna grave que impossibilita a definição de um plano que oriente a intervenção das diversas instituições.

Localmente, compete-nos fazer o melhor que podemos e sabemos, todos os dias!

A Alzheimer Europe[2] lançou, em fevereiro, a campanha de subscrição on-line da Declaração de Glasgow, que apela à criação de uma estratégia europeia para as demências e de estratégias nacionais em todos os países da Europa. A declaração foi aprovada por unanimidade pelos 26 membros da Alzheimer Europe, na reunião anual da organização, em Glasgow.

Os signatários apelam a todos os líderes do mundo para que reconheçam a Demência como uma prioridade de saúde pública e para que desenvolvam um plano de ação global para as demências.

ASSINE A DECLARAÇÃO DE GLASGOW:

http://www.alzheimer-europe.org/petition/sign/17969/in

[1] http://www.ruadireita.pt/ultima-hora/coloquio-viseu-cidade-amiga-das-pessoas-afectadas-pela-doenca-de-alzheimer-8655.html

[2] http://www.alzheimer-europe.org

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Especialistas ibéricos debatem Alzheimer em Viseu

No dia 22 de Abril, das 10:00 às 12:00, será dado mais um passo importante para tornar “Viseu, Cidade Amiga das Pessoas e Famílias que Enfrentam a Doença de Alzheimer”.

Depois do sucesso do Seminário Internacional “Alzheimer: Conhecer, Compreender e Intervir”, realizado na Escola Superior de Educação de Viseu, no dia 08 de Janeiro, que contou com a presença de três centenas de pessoas, Viseu recebe Catarina Alvarez, coordenadora do projeto Café Memória, um modelo de intervenção social inovador, criado no Reino Unido, que lançará as sementes para a criação do Café Memória em Viseu, a “melhor cidade para viver”.

Estarão presentes especialistas prestigiados do país vizinho:

  • Julio Fermoso Garcia (Diretor do Master Intervención a Personas con Enfermedad de Alzheimer e catedrático de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Salamanca);
  • Encarnación Pérez (Comissão  Académica do Master  Intervención a Personas con Enfermedad de Alzheimer e professora de Trabalho Social da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Salamanca)
  • Maria Isabel G. Ingelmo – Directora Geral do Centro de Referência Estatal de Atención a Personas con Enfermedad de Alzheimer Y Otras Demencias de Salamanca -IMSERSO (Ministério da Saúde , Serviços Sociais e Igualdade).

 

Um Centro de Referência a nível nacional e internacional em gestão, criação e transferência de conhecimentos sobre documentação, análise, investigação, validação, formação e promoção do uso de terapias não farmacológicas e modelos de intervenção centrados no conceito de qualidade de vida para pessoas com Alzheimer e outras demências, suas famílias e / ou instituições cuidadoras.

Estarão também presentes representantes do Centro Apoio Alzheimer Viseu: José Carreira e Laura Canelas. A abertura da sessão será feita pelo Vice Presidente do Município, Joaquim Seixas.

 

Local: Biblioteca Municipal de Viseu (Entrada livre)

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Alzheimer Portugal envia carta ao Primeiro-Ministro

A Associação Alzheimer Portugal dirigiu, no passado dia 11 de março, a Sua Excelência o Senhor Primeiro Ministro, uma carta em que procurou transmitir as suas preocupações face ao problema da Demência em Portugal e no Mundo e chamar a atenção para a extrema importância de que se reveste a realização da Conferência da O.M.S. sobre AÇÃO GLOBAL CONTRA A DEMÊNCIA, que tem lugar em Genebra nos dias 15 e 16 do mesmo mês, na qual Portugal deveria estar representada ao mais alto nível por forma a contribuir para que a problemática da Demência se torne prioritária a nível global.

Mais se procurou sensibilizar para a urgência em se dar seguimento ao previsto Plano Nacional para as Demências, em cuja criação e posterior implementação a Alzheimer Portugal se propõe colaborar, dada a sua experiência de longos anos no apoio a pessoas com demência e aos seus cuidadores.

Os eixos fundamentais desse Plano deverão ser:
I – Melhoria da qualidade de vida das Pessoas com Demência e dos seus cuidadores, abrangendo-se aqui as questões que se prendem com a intervenção farmacológica e não farmacológica, com os apoios sociais e com os equipamentos, através da criação e implementação de políticas de saúde e de enquadramento social específicas.
II – Investigação sobre as causas, prevenção e diagnóstico da Doença de Alzheimer e recolha de dados epidemiológicos.
III – Criação de quadro jurídico definidor dos Direitos das Pessoas em situação de incapacidade, incluindo o enquadramento legal dos cuidados, da intervenção e da investigação.
IV – Definição, a partir do conhecimento dos meios atuais e das necessidades reais das pessoas com demência e dos seus cuidadores, da rede de apoios e cuidados de saúde, devidamente articulada, definindo as competências públicas e da sociedade civil, assim como os respetivos financiamentos.

FONTE: Alzheimer Portugal 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO ALZHEIMER

O Centro Apoio Alzheimer Viseu colaborará, na Junta de Freguesia de Abraveses, na “Ação de Sensibilização Alzheimer”, no dia 29 de abril, pelas 17H30.

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Viseu, Cidade Amiga das Pessoas e Famílias Afetadas pela Doença de Alzheimer

Viseu, Cidade Amiga das Pessoas e Famílias Afetadas pela Doença de Alzheimer

 

LOCAL: Biblioteca Municipal de Viseu

DATA: 22 de abril de 2015

HORÁRIO: 10H00 às 12H00

 

  • Centro Apoio Alzheimer Viseu (CAAV)
  • José Carreira
  • Laura Canelas

 

  • Apresentação do Master Universitário Intrervención en Personas con Enfermedad de Alzheimer :
  • Júlio Fermoso Garcia (Diretor do Master e catedrático de Neurologia da Faculdade de Medicina, da Universidade de Salamanca)
  • Encarna Pérez (Comissão académica e professora de Trabalho Social, da Faculdade de Ciências Sociais,  da Universidade de Salamanca);

 

  • Apresentação do Centro de referência estatal de atención a personas com enfermedad de Alzheimer y otras demencias Salamanca
  • Maria Ingelmo Belen – Diretora Geral do – Centro de referência estatal de atención a personas com enfermedad de Alzheimer y otras demencias Salamanca – IMSERSO;

 

  • Apresentação do Café Memória Viseu:
  • Catarina Alvarez – Café Memória Portugal
  • Parceiros: Município de Viseu, Obras Sociais, ESEV, Sonae, Novartis…)
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon