Centro Apio Alzheimer Viseu – CAAV

Alzheimer: Um Problema Global, Uma Resposta Local

Apresentação do trabalho que o Centro Apoio Alzheimer Viseu desenvolve em prol das pessoas com demência, dos seus cuidadores, familiares e amigos.
Informar a comunidade sobre os projectos futuros, bem como sobre a relevância das Terapias Não Farmacológicas.

 

 

Apoios:

Faces Bar

Digital3

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Alzheimer: Um Problems Global, Uma Resposta Local“

O nosso obrigado à Amoviseu pela publicação do artigo „Alzheimer: Um Problems Global, Uma Resposta Local“.
Leia a revista: https://amoviseu.com
#amoviseu
#obrassociaisviseu
#centroapoioalzheimerviseu

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Férias Divertidas Obras Sociais Viseu – VERÃO 2019

Semana de 24 a 28 de junho de 2019

24 Junho (segunda-feira)

10h – Ida às Cavalhadas de Vildemoinhos

14h30 – Origami; Corrida de aviões de Origami; Jogo das Cadeiras; Jogo do Anel; Atividades Livres

 

25 Junho (terça-feira)

10h – Apoio ao Estudo

14h30 – Construção de Instrumentos Musicais; Jogo da Estafeta; Jogo da Latas; Atividades Livres

 

26 Junho (quarta-feira)

10h – Ateliê de Expressão Musical; Ginástica (obrigatório fato de treino)

14h30 – Brincadeiras no Parque da cidade; Atividades Livres

 

27 Junho (quinta-feira)

10h – Apoio ao Estudo; Ateliê de Expressão Plástica

14h30 – Ateliê de Linguagem Gestual; Jogos Tradicionais; Atividades Livres

 

28 Junho (sexta-feira)

10h – Ida ao Parque Radial de Santiago

14h30 – Jogo do Stop; Atividades Livres

 

Nota: O programa de férias pode sofrer alterações pontuais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

56ª sessão do Grupo de Suporte para Cuidadores Formais e Informais de Pessoas com Demência

“Decorreu no passado dia 13 de Junho a 56ª sessão do Grupo de Suporte para Cuidadores Formais e Informais de Pessoas com Demência do CAAV.

O Grupo de Suporte surge com o principal foco de manter e/ou melhorar a qualidade de vida dos seus participantes e por consequência das pessoas com demência. Para isso, importa promover a compreensão da problemática, trabalhando a cada dia a aceitação da nova condição de vida.

Qualidade de vida surge como um termo bastante abrangente e de difícil definição, sendo indissociável do termo saúde. Se por um lado a saúde contribui para melhorar a qualidade de vida dos indivíduos, esta é fundamental para que os mesmos indivíduos tenham saúde, apresentando-se assim, como sendo indissociáveis uma da outra. Ao referirmos a saúde como ponto fulcral, não referimos apenas a saúde física e mental, mas sim que essas pessoas se sintam bem não só com elas próprias, mas também com a vida, com o seu entorno, encontrando a harmonia entre vários fatores. Estará assim, diretamente associada à auto-estima e ao bem-estar pessoal e compreende aspetos como: a capacidade funcional, o nível socio-económico, o estado emocional, a interação social, a atividade intelectual, o autocuidado, o suporte familiar, o estado de saúde, os valores culturais, éticos e religiosos, o estilo de vida, a satisfação com o emprego e/ou com atividades diárias e o ambiente em que se vive.

Assim, qualidade de vida para os cuidadores de pessoas com demência compreende coisas como:

*Ser respeitado pelas pessoas que o rodeiam; *Manter as capacidades funcionais e mentais; *Sentir-se valorizado pela família; *Dizer o que pensa sem medo de ser recriminado; *Ter capacidade e poder fazer aquilo de que se gosta; *Ter um teto para viver; *Ter liberdade para decidir a sua vida; *Manter a esperança no meu futuro; *Beber um café com uma amiga/o; *Poder apreciar a natureza e a beleza do mundo à sua volta; *Acordar feliz pela oportunidade de um novo dia; *Passear com os netos; *Saborear uma refeição em família.”

IPSS – Obras Sociais Viseu

Centro Apoio Alzheimer VISEU

Sandrina Neri

Emília Vergueiro

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

GRUPO AJUDA MÚTUA

“Decorreu no passado dia 09 de Maio a 55ª sessão do Grupo de Suporte para Cuidadores Formais e Informais de Pessoas com Demência do CAAV.
Nesta sessão os Cuidadores/as foram levados a refletir acerca da importância da estimulação, como forma de ocupação e manutenção das suas próprias capacidades cognitivas.
Estando os cuidadores sujeitos a toda a sobrecarga diária, é primordial que estes consigam ocupar a mente com outras atividades que não estejam apenas direccionadas ao processo de cuidar.
Nesta sessão, houve assim lugar a momentos de laser, com objetivo de estimular as suas capacidades cognitivas e desviar o foco da atenção da problemática.
Por si só, as sessões de grupo de suporte representam um momento de interacção e reforço social, no entanto as atividades levadas a cabo tiveram como objetivo reforçar ainda mais esta característica, favorecendo o trabalho em grupo.”

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

PASSEIO DA MEMÓRIA VISEU – 29 DE SETEMBRO

O Passeio da Memória, em Viseu, realizar-se-á no dia 29 de setembro pelas 10H00, com o ponto de encontro na Praça da República (Rossio).

O Passeio da Memória é uma caminhada/corrida solidária, em que o valor das inscrições reverte a favor da Alzheimer Portugal.
Com esta iniciativa, que conta com o apoio dos Municípios, a Associação ambiciona desenvolver um conjunto de ações locais que permitam chegar à população em vários momentos ao longo do ano. 50% do valor angariado em cada local será utilizado para a realização de ações que contribuirão para o grande propósito de aumentar os conhecimentos sobre a demência, tais como como ações de informação ou atividades formativas.

INSCRIÇÕES: http://passeiodamemoria.org/pt/

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

A VOZ DO ROCK NO 4.º ANIVERSÁRIO DO CAFÉ MEMÓRIA VISEU

O 4.º aniversário do Café Memória de Viseu será celebrado no no dia 27 de Abril, na Escola Superior de Educação de Viseu, das 10H00 às 12H00 e conta com a participação do coletivo “A Voz do Rock“.

A VOZ DO ROCK  – colectivo de avós composto na sua maioria por octogenários de Viseu há 5 anos que desafia o estereótipo da idade e prova que é possível envelhecer e simultaneamente “optar pelo que faz o coração vibrar” (Osho).

Aqui opta-se pelo rock e pelas suas canções que geralmente não se fazem ouvir em vozes de pessoas tão velhas.

É assim que os A VOZ DO ROCK rompem fronteiras entre gerações e excedem os limites da própria condição humana apresentando uma imagem positiva do envelhecimento que se traduz numa performance musical encenada que, acima de tudo, celebra o prazer da partilha musical e da própria vida. Direcção Musical e Artística: Ana Bento Intérpretes: Alcina Pereira, Augusto Gomes, Celso Leitão, Eduarda Ferreira, Ilídia Varanda, Lisete Rodrigues, João,
Joaquim Ferreira, José Simões, Judite Salada, António Ferreira, Manuel Fonseca, Maria Alcinda Mendes, Maria Augusta Pinto, Maria Céu Barros, Maria José Marques, Maria Nazaré Cardoso, Miguel Caetano, Ramiro Oliveira, Odete Figueiredo, Virgínia Lourosa e Zulmira Lourenço.

Coletivo Gira Sol Azul: Ana Bento (bateria), Bruno Pinto (guitarra), Jasmim Pinto (trompete), João Augusto (trompa) e Ricardo Augusto (guitarra).

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

GAM – “Senti-me realizada como filha”

Decorreu no passado dia 07 de Março a 53ª sessão do Grupo de Suporte para Cuidadores Formais e Informais de Pessoas com Demência do CAAV.
Nesta sessão os Cuidadores/as foram levados a refletir acerca do seu sentimento de gratidão face ao seu papel de cuidador.
A palavra gratidão relaciona-se com a bondade, beleza de dar e receber, de partilha, de ser gentil, generoso e de retribuir. É descrita como emoção, estado de espírito, virtude moral, traço de personalidade, hábito, estado de coping ou simplesmente como uma forma de estar na vida. (Emmons, 2019).
Nos cuidadores de pessoas com demência, ser grato, pressupõe um estado de aceitação da doença por parte do mesmo. Cuidadores com boa capacidade de resiliência sentem gratidão por poderem cuidar dos demais e muitas vezes experienciam sentimentos de superação própria face às adversidades. Para chegar a este estado, o caminho é longo, mas possível.
 
Como forma de compreender melhor o sentimento de gratidão de ser cuidador, partilhamos dois testemunhos:
 
– “Senti-me realizada como filha, senti que afinal valia alguma coisa. Consigo ver-me agora de outra maneira, percebi que fui capaz de fazer a diferença na vida da minha mãe” (O)
 
– “Sinto-me grata porque consegui dar aos meus pais o que não queriam que desse por eles. Depois de muitas coisas acontecerem, como ficarem contra mim, fecharem-me a porta, tratarem-me mal (…) tive força suficiente para ultrapassar isso, sem rancor. Dei tempo ao meu pai para perceber que só lhe fiz bem.” (M)
 
Sandrina Néri
Jenny Silva
Emília Vergueiro
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

EVENTO SOLIDÁRIO TRI EXPERIENCE

Foi hoje entregue ao Centro Apoio Alzheimer VISEU todo o valor angariado no evento Solidário Tri Experience.

AJUDE A NÃO ESQUECER E NÃO SERÁ ESQUECIDO!

BEM HAJA!

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon