ASSEMBLEIA GERAL – 26 DE MARÇO DE 2018

CONVOCATÓRIA

 

De acordo com o que se encontra consignado no Capítulo III, Secção II, artigo 12º, ponto 1 dos Estatutos das Obras Sociais do Pessoal da Câmara Municipal e Serviços Municipalizados de Viseu, convoca-se a Assembleia Geral Ordinária para o dia 26 de março do corrente ano, pelas 18h45, no Salão Multiusos das Obras Sociais (junto aos Serviços Administrativos), com a seguinte ordem de trabalhos:

 

  1. Discussão e Aprovação das Contas de Gerência do ano de 2017;
  2. Outros assuntos.

 

Nota:

Capítulo III, Secção II, Art.º 12º, ponto 4

A Assembleia Geral só pode deliberar sobre os assuntos da ordem de trabalhos à hora marcada se estiverem presentes mais de metade dos sócios, podendo funcionar e deliberar meia hora depois da hora, com qualquer número de sócios presentes.

Viseu, 20 de fevereiro de 2018

O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL

 

(Vitor Manuel Gouveia Pires)

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

NAS FREGUESIAS PARA LEMBRAR

 Quando, em 2014, as Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu criaram, em boa hora, o Centro Apoio Alzheimer Viseu foi tido em consideração o Diagnóstico Social do concelho de Viseu

Foram definidos três eixos de intervenção: o apoio às pessoas com demência, às suas famílias e aos seus cuidadores formais e informais.

Quatro anos depois, sentimos um misto de satisfação e impotência.

Sentimo-nos satisfeitos porque, graças à dedicação das técnicas que todos os dias fazem tudo o que está ao seu alcance para dar as melhores respostas a todas as pessoas que nos procuram e ao apoio de parceiros estratégicos (Alzheimer Portugal, Câmara Municipal de Viseu, Escola Superior de Educação de Viseu, Guarda Nacional Republicana, Médicos do Mundo), conseguimos apoiar diretamente cerca de 290 famílias. Sentimos uma enorme satisfação pelos serviços prestados: apoio psicológico, social e jurídico, Grupo de Ajuda Mútua; Espaço Memória; Café Memória; Estimulação Cognitiva; Seminários Internacionais; Formação e Sensibilização; Nas Freguesias para Lembrar.

O projeto Nas Freguesias para Lembrar visa a implementação em todas as freguesias do concelho de Viseu de três atividades complementares: Sessões de Informação e Sensibilização para as demências; Diagnóstico, Sinalização e Encaminhamento e Grupos de Ajuda Mútua.

Já beneficiaram das atividades enunciadas, desenvolvidas em parceria com o Contrato Local de Desenvolvimento Social 3G Viseu Igual e as Juntas de Freguesias, 457 pessoas.

No terreno comprovamos, em cada ação desenvolvida, a necessidade e a urgência desta intervenção. Há todo um trabalho para fazer no que concerne à prevenção; adoção de estilos de vida saudáveis; identificação dos sinais de alerta; importância do diagnóstico atempado; combate ao estigma; literacia em saúde; combate ao isolamento e à solidão (importa não confundir os conceitos) …

Com os nossos parcos recursos, por vezes sem recursos, alavancados na boa vontade, solidariedade e espírito de missão dos nossos profissionais, tentamos ajudar a construir uma comunidade amiga das pessoas com demência.

O nosso sentimento de impotência cresce sempre que recebemos solicitações às quais não somos capazes de dar a resposta que as pessoas procuram e à qual têm direito.

Após estes anos de trabalho, sentimos que, sem apoios regulares, dificilmente conseguiremos dar continuidade a este projeto que começou, literalmente, com uma secretária, um telefone, uma impressora e uma profissional que, connosco, acreditou, sonhou, trabalhou e contribuiu para que tornássemos real uma ideia que começou a germinar, em 2008, no Centro de Referência Estatal de Apoio a Pessoas com Alzheimer e outras Demências de Salamanca.

Já tentámos várias vias, fizemos múltiplas candidaturas na esperança de melhorar os serviços que prestamos, alargar e diversificar a nossa intervenção. Ainda temos a esperança de que o nosso trabalho seja reconhecido, valorizado e potenciado.

Tememos não ter a capacidade de resistir até que tenhamos no nosso país um Plano Nacional para as Demências e um Estatuto do Cuidador que possam definir um percurso de cuidados; os apoios às famílias; o financiamento das organizações que prestam apoio na saúde e social…

Enquanto tivermos força, isso é garantido, continuaremos a trabalhar e a pugnar por uma sociedade que pode e deve normalizar a vida das pessoas com demência, dos seus cuidadores e das suas famílias, proporcionando-lhes qualidade de vida, dignidade e humanidade.

José Carreira

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

39.ª Sessão do Grupo de Suporte

Decorreu no passado dia 8 de Fevereiro a 39ª sessão do Grupo de Suporte para cuidadores formais e informais de pessoas com demência.
A sessão focou-se na importância da utilização de uma respiração controlada e focada como auxilio em situações de stress e ansiedade.
Utilização da respiração como forma de meditação, para as pessoas que não têm tempo para meditar.

Vários têm sido os estudos que procuram explicar o efeito da respiração no controlo das emoções.
Segundo Richard Brown, professor clínico associado de Psiquiatria da Universidade de Colúmbia e co-autor de “The Healing Power of the Breath” (O Poder de Cura da Respiração).

Ao adoptarmos uma mudança consciente da maneira como respiramos, são enviados sinais para o cérebro de forma a que este ajuste o ramo parassimpático do sistema nervoso, que pode diminuir a frequência cardíaca e a velocidade da digestão e promover uma sensação de calma, assim como do sistema simpático, que controla a libertação de hormônios do estresse como o cortisol.
Sandrina Nery e Emília Vergueiro

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

CAFÉ MEMÓRIA – Eu no musEU em Viseu

Na próxima sessão do Café Memória de Viseu será apresentado o projeto ‘EU no musEU em Viseu’ e dinamizada

uma atividade de estimulação de memórias emocionais, através da fruição da obra de arte.

O Café será já no próximo dia 24 de fevereiro, no local do costume (ESEV) e contará com a participação da equipa

deste novo projeto.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

INFORMÁTICA PARA SENIORES

Se tem mais de 60 anos e gostava de aprender a utilizar o computador e as novas tecnologias, o Gabinete de Ação Social do Município de Viseu, em parceria com as Juntas de Freguesia do concelho, promove o projeto “Informática para Seniores”. Inscreva-se e participe! #viseu

 

FONTE: Cãmara Municipal de Viseu

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

CLDS 3 G VISEU IGUAL INTERVENÇÃO SOCIAL E COMUNITÁRIA

O Contrato Local de Desenvolvimento Social 3G Viseu Igual – http://www.viseuigual.pt/ – tem desenvolvido todos os esforços, contando com o apoio efetivo de muitos parceiros, para que sejam alcançadas as metas definidas aquando da conceção e aprovação do plano de ação que é acompanhado por um Sistema de Monitorização Estratégica, baseado em dois indicadores: Indicador de Realização e Indicador de Resultado.

Até agosto de 2017, beneficiaram do projeto 2053 pessoas: Eixo 1 – 975; Eixo 2 – 1063; Eixo 3 – 15. Importa referir que, independentemente do número de ações frequentadas ou contactos realizados, cada beneficiário é contabilizado uma única vez.

Estando a nossa ação enquadrada no âmbito da intervenção social e comunitária, e reconhecendo a necessidade de aferir os resultados e o impacto social de cada atividade, temos sempre como foco central da nossa ação a pessoa, cada pessoa, cada família.

Uma pessoa representa muito mais do que um mero número, tem a sua identidade, a sua história de vida e, nós, a nossa equipa, está ao seu serviço, apoiando, o seu projeto de vida.

Estamos convictos de que os Stakeholders estão conscientes de que a obtenção de um pequeno impacto na resolução de um determinado desafio social, exige muito investimento, talento, tempo e dedicação.

É nesta diacronia, num tempo longo, que antecede e precede cada projeto que o Conselho Local de Ação Social (CLAS) e o Instituto da Segurança Social têm sido, são e serão absolutamente determinantes para que as desejadas mudanças ocorram, permitam esbater a desigualdade social e promovam a igualdade de oportunidades.

Beneficiando de uma rede social forte e da profícua articulação com os parceiros estratégicos, temos procurado servir a comunidade, adotando novas formas de abordagem dos problemas sociais, privilegiando as metodologias participativas, procurando incessantemente as melhores soluções e a promoção da capacitação de todos os agentes envolvidos.

Trabalhamos com a comunidade para que, juntos, possamos otimizar as oportunidades de solidariedade, saúde, segurança e aprendizagem ao longo da vida, contribuindo para uma melhoria da qualidade de vida de cada concidadão.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

RLIS VISEU– ATENDIMENTO E ACOMPANHAMENTO SOCIAL

A Rede Local de Intervenção Social (RLIS) contratualiza serviços que respeitam a intervenção social do Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS) os quais visam atingir os seguintes objetivos:

  • Informar, aconselhar e encaminhar sobre outros programas, respostas, serviços ou prestações sociais adequadas a cada situação;
  • Apoiar em situações de vulnerabilidade social;
  • Prevenir situações de pobreza e de exclusão sociais;
  • Contribuir para a aquisição e ou fortalecimento das competências das pessoas e famílias, promovendo a sua autonomia e fortalecendo as redes de suporte familiar e social;
  • Assegurar o acompanhamento social do percurso de inserção social;
  • Mobilizar os recursos da comunidade adequados à progressiva autonomia pessoal, social e profissional.

Em funcionamento há cerca de 18 meses, a RLIS efetuou 2925 atendimentos e acompanhamentos, até à data, envolvendo desde o início do contrato 2914 beneficiários, num total de 1104 agregados familiares em acompanhamento social.

A capacidade de resposta à multiplicidade e complexidade dos desafios, que a equipa técnica tem que enfrentar todos os dias, resulta da combinação de dois pressupostos chave: 1) o empenhamento de todos os elementos da equipa e 2) as boas sinergias entre os recursos e as competências existentes na comunidade.

Certos de que a intervenção social pode e deve ser melhorada a cada dia, todos os dias, temos a consciência plena de que este é um caminho que se vai fazendo, nem sempre ao ritmo que gostaríamos, mas de forma séria, segura, coordenada e com um enfoque nas pessoas, nas famílias, nos nossos concidadãos.

Sentimos muito orgulho em podermos ser parceiros das instituições da comunidade e articularmos com os seus profissionais as melhores respostas a todas as pessoas que nos procuram e que confiam nos nossos serviços.

José Carreira

(Presidente das Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu)

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon