SCHWINN CYCLING: PEDALADAS SOLIDÁRIAS

O Centro de Apoio ao Alzheimer de Viseu – CAAV – procura, sempre que possível, informar e sensibilizar a comunidade sobre as problemáticas associadas à doença de Alzheimer e outras Demências. Combater o estigma associado à demência é uma das prioridades da nossa ação, sustentada em atividades de informação e sensibilização.

img_3947

 

No mês de Setembro, Mês Mundial da Doença de Alzheimer, o CAAV esteve envolvido em múltiplas atividades: Passeio da Memória; EDP Meia Maratona do Dão Corrida da Emoção e XII Maratona Schwinn Cycling ForLife.

Pela primeira vez, tivemos a oportunidade de marcar presença num evento de Indoor Cycling que tem como base o programa oficial “Schwinn Cycling”.

img_3944

 

Foi uma experiência muito positiva que juntou, em duas maratonas, uma no período da manhã e outra no da tarde, com a duração de 3 horas e meia cada, 100 participantes oriundos de várias cidades do país. Um ambiente de festa, abrilhantado por instrutores de grande qualidade, dos quais quero destacar e saudar os profissionais do ForLife pelo profissionalismo, dedicação à modalidade e espírito solidário demonstrado. Bem hajam: João, Nelson, Rui, Hugo e Romeu.

Foi muito positivo podermos disponibilizar informação do CAAV no local onde os atletas, que participaram nas maratonas, fizeram a respectiva credenciação. Consideramos que estas ações, nestes contextos diferenciados e informais, são de extrema importância porque nos permitem difundir a mensagem e chegar a mais pessoas.

Um agradecimento especial ao João Soares, Master Instructor, representante de toda a energia positiva e motivação da equipa Schwinn Cycling em Portugal, pelo convite que me endereçou para pedalar no palco junto dele, do Rui Garrido, António Costa e Claudio Santos, numa aula Fartlek.

Foram 45 minutos de “Pedaladas Solidárias”, na qualidade de Presidente das Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu e Coordenador do CAAV, com o objetivo de alertar para um problema que afeta cada vez mais pessoas e famílias. Há, no mundo, um novo caso de demência diagnosticado a cada 3 segundos (Alzheimer Disease).

Há imagens que falam por si, estar ao lado do instrutor Rui Garrido foi um estímulo para a nossa ação. Mesmo tendo uma perna engessada e não podendo pedalar, o Rui não deixou de dizer presente e dar a parte da aula que lhe coube, complemento ao trabalho do colega João Soares que tem visto o seu valor reconhecido internacionalmente. O coração e a emoção foram mais fortes do que a lesão.

Também nós, CAAV, apesar das fortes restrições financeiras e a quase inexistência de apoio institucionais, resistimos e insistimos em continuar a “pedalar” em prol daqueles que acreditam no nosso trabalho e que dele beneficiam.

Muito obrigado a todos os atletas que pedalaram com o certificado de garantia Schwinn Cycling. As vossas pedaladas transmitiram uma energia preciosa ao dínamo que produz a motivação que orienta a nossa ação.

Vamos continuar, juntos, a “puxar” e a “empurrar” o pedal!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

CLDS 3G VISEU IGUAL – A FORMAÇÃO DE PARCERIAS

Mais do que a soma das partes…

O conceito de parceria pode ser definido como um “processo de ação conjunta com vários atores ou protagonistas, coletivos ou individuais, que se aglutinam à volta de um objetivo partilhado, disponibilizam recursos para em conjunto definirem e negociarem estratégias e caminhos que viabilizam o referido objetivo, avaliando continuamente os seus resultados”

(Prof. Rogério Roque Amaro, ISCTE-IUL)

Com base no enquadramento legislativo do Programa CLDS 3G (Portaria n.º 179-B/2015 de 17 de junho), identificamos como pressuposto base a ênfase na dimensão ecológica e comunitária da intervenção. Com um foco de intervenção alargado, o CLDS 3G perspetiva a análise contextual e a ação na comunidade como um todo e não meramente num grupo de indivíduos de risco, definindo eixos de atuação integrados nos múltiplossistemas sociais em que o indivíduo está inserido (e.g. pessoas, famílias, grupos de pares, grupos sociais, instituições, bairros, aldeias, freguesias, sociedade e cultura). Daqui a importância de atuarmos com os diferentes níveis da comunidade através de ações a desenvolver em parceria.

Desta forma, consideramos que antes de partir para a intervenção é necessário realizar um levantamento mais apurado,junto de potenciais parceiros, das necessidades e potencialidades, recursos, serviços e apoios que são precisos mobilizar para que o CLDS 3G possa responder ao contexto de forma positiva. Assim, está a ser elaboradapela equipa do projeto uma análise do potencial e perfil decada parceria decorrente do contacto inicial estabelecido com múltiplos agentes que atuam territorialmente nos diferentes setores, com vista à constituição de relações de partenariado. Conhecer e reconhecer as prioridades são processos chave, fundamentais na dinâmica da intervenção comunitária prevista para o CLDS 3G.

Este trabalho de base implica investimento de tempo e recursos, nem sempre visível numa fase inicial, mas que visa desde logo um propósito instrumental – aumentar a possibilidade de resposta, apostando na complementaridade do trabalho de cada parceiro. Porém, mais do que a soma das partes, deve visar tambéma coerência do enquadramento e da ajuda que se está a equacionar e a definição de ações articuladas, “através de uma comunicação interinstitucional clara e positiva, para que os profissionais se sintam apoiados e possam não ser desqualificados ou desautorizados uns pelos outros” (Prof. Madalena Alarcão, FPCE-UC). Só assim se consegue uma resposta social de qualidade bem como a construção de uma comunidade verdadeiramente integradora.

Tudo isto leva a uma co-responsabilização por parte dos vários parceiros na execução do Contrato e, em última instância, à sustentabilidade das suas ações para além do ciclo de vida do projeto.

Ana Condeço Simões

Coordenadora CLDS 3G Viseu Inclusivo é Viseu Igual

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon