II Seminário Internacional Alzheimer e outras Demências: Conhecer, Compreender e Intervir

O II Seminário Internacional Alzheimer e outras Demências: Conhecer, Compreender e Intervir irá realizar-se nos dias 11 e 12 de novembro de 2016.
Mais informações:
http://www.esev.ipv.pt/SIAD/
Colabore connosco, partilhe esta mensagem. Bem-Haja!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Marchas Populares no Café Memória

No passado sábado, no Café Memória de Viseu, tivemos uma sessão repleta de emoção. Marchámos ao som das tradicionais músicas dos Santos Populares e até desfilámos com arcos decorados a rigor! Os manjericos decoraram as mesas e o seu aroma alegrou-nos a manhã

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

ACT Raising Safe Kids Program

A nossa instituição está a participar no programa de formação  ACT Raising Safe Kids Program (Programa ACT para educar crianças em ambientes seguros) que está a decorrer na Escola Superior de Educação, dinamizado pela Dr.ª Michele Knox (Universidade de Toledo – EUA).

Headquarters: Instituto Politecnico de Viseu
ACT Coordinator: Catia Magalhaes, PhD

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

CLDS 3G VISEU IGUAL

Estamos a ultimar os pormenores para a apresentação da página oficial do projeto:

CLDS 3G Viseu Igual.

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

II Seminário Internacional Alzheimer e outras Demências: Conhecer, Compreender e Intervir

O II Seminário Internacional Alzheimer e outras Demências: Conhecer, Compreender e Intervir irá realizar-se nos dias 11 e 12 de novembro de 2016, na Aula Magna do IPV.

O programa inclui a participação de conferencistas nacionais e internacionais com mérito reconhecido nesta área.
Convidamos investigadores, profissionais e estudantes a partilharem o seu trabalho através da apresentação de comunicações em póster.
Saiba mais, na página oficial:
Acompanhe as novidades no FACEBOOK
Contamos consigo!
Atenciosamente,
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

LOURDES BERMEJO: PARTILHOU, EMOCIONOU E ENCANTOU

As Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu, a Associação Hípica e Psicomotora de Viseu e a Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV) convidaram a Dr.ª Lourdes Bermejo Garcia[1] para dinamizar o Workshop “Atualização em Gerontologia: A Atenção Centrada na Pessoa[2]”.
A sessão decorreu no Auditório da ESEV, no dia 17 de Junho de 2016.
Lourdes Bermejo, Pedagoga e Gerontóloga, partilhou conhecimento, boas práticas e emoções no âmbito da Gerontologia e Atenção Centrada na Pessoa, com enfoque nos cuidados a prestar a pessoas com perdas de memória e demência.
Com o seu conhecimento científico, aliado à muita experiência prática que resulta do trabalho que realiza em diversas organizações que dão apoio a pessoas com demência, há três décadas, captou a atenção de todos.
Alertou para a urgência de um novo paradigma no que concerne à prestação de cuidados, no âmbito do Envelhecimento Ativo preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS, 2012).
A apresentação de casos práticos e de testemunhos, em vídeo, de doentes e cuidadores não deixou ninguém indiferente. A entrevista que fez a uma doente de Alzheimer – Lola – foi um momento ímpar pela experiência vivida e transmitida na 1.ª pessoa.
Será possível reencontrar Lourdes Bermejo, quando participar como oradora na II Edição do Seminário Internacional de Alzheimer: Conhecer, Compreender e Intervir que decorrerá nos dias 11 e 12 em novembro, na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu[3].

[1] http://www.lourdesbermejo.com/

[2] https://www.facebook.com/events/1748074318770756/

[3] http://www.esev.ipv.pt/SIAD/

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Café Memória Viseu – “Marchas Populares”

14.ª Sessão do Café Memória Viseu
 
25 de junho de 2016 – “Marchas populares”
 
ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE VISEU – ESEV
 
(Nota: pode estacionar no parque da escola)
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

FESTA FINAL DE ANO

A Festa de Final de Ano, das crianças que frequentam as respostas sociais Creche, Pré-escolar e CATL, realizar-se-á no próximo dia 26 de Junho, pelas 15H00, no Auditório Mirita Casimiro.

Contamos com a sua presença!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

ÊXODO RURAL E DEPENDÊNCIA

Quando, há cerca de três décadas, vim viver para a aldeia de Aviúges, freguesia de Cepões, concelho e distrito de Viseu, havia centenas de habitantes. Podíamos fazer compras em duas mercearias, tomar o café e jogar às cartas ou aos matraquilhos em três estabelecimentos distintos do “Quim”; da “Dorindinha” e do “Tónio”… Mais tarde, a esta oferta, ainda se somou a Associação…
Com facilidade organizávamos duas equipas de futebol de onze e jogávamos, por vezes, os célebres solteiros contra casados. Organizavam-se torneios em que as diversas aldeias punham o seu potencial futebolístico em campo. Lembro-me dos jogos contra Cavernães, Cepões, Nelas, Passos, Calde…
Em 2016, em vésperas de celebrar 39 anos, não há um único café / mercearia. Sou das pessoas mais novas a viver na aldeia, agora, em resultado da reorganização administrativa, pertencente à União das freguesias de Barreiros e Cepões.
Escusado será dizer que futebol só na televisão, na sede de concelho ou, como diria o Jesus, na PlayStation…
Nas últimas décadas, em Portugal produziu-se um fenómeno demográfico de grande impacto: o êxodo rural. Esta tendência levou grande parte da população jovem e de meia-idade a abandonar o mundo rural e a imigrar para diversas latitudes ou a instalar-se nas cidades.
Os que resistiram e permaneceram nas suas aldeias de origem, são, atualmente, maioritariamente pessoas idosas que observam o esvaziamento das suas terras, à medida que perdem os seus vizinhos. O isolamento e a solidão têm-se apoderado das suas vidas.
Vivo no meio da aldeia. De um lado, a minha vizinha com cerca de 80 anos passa a maior parte do tempo em casa da filha no Porto. Do outro, a minha “amiga Maria” está, a cada dia que passa, mais dependente. Em frente, vive um casal septuagenário a caminhar a passos largos para os oitenta anos, somando também, de ano para ano, mais dificuldades…
O aumento da esperança de vida, combinada com baixas taxas de natalidade, resulta no aumento do número de pessoas idosas e da tendência de diminuição das gerações mais jovens. Em Portugal, como na esmagadora maioria dos países ocidentais, vive-se o “Inverno Demográfico”, termo cunhado pelo professor e investigador Michel Schooyans.
Esta tendência de envelhecimento, mais notória no espaço rural, tem dois efeitos significativos. O 1.º diz respeito à feminização progressiva da população idosa devido à diferença na esperança de vida existente entre homens e mulheres, as senhoras vivem mais anos. O 2.º efeito traduz-se no aumento das situações de dependência. O incremento da dependência é directamente proporcional ao envelhecimento da população.
Embora já se verifique a existência de alguns serviços sociais de apoio, a maioria dos cuidados são prestados pela família. O problema surge quando os familiares estão ausentes…
Uma das principais causas de situações de dependência é a dificuldade de mobilidade que afecta muito os idosos a viver no mundo rural e que sentem maiores dificuldades no acesso aos serviços de saúde e / ou sociais. O acesso aos transportes, à alimentação e ao comércio é extremamente limitado.
Se o meio rural conta com uma qualidade de vida “natural”, há trabalho a fazer no que concerne à dotação dos recursos sociais, profissionais e económicos que o meio urbano já possui.
O programa de Atividade Física desenvolvido pelo Município, em parceria com as freguesias e associações, é um exemplo de boas práticas e contribui para que o envelhecimento seja mais ativo e saudável.
Estou certo que projetos como o Contrato Local de Desenvolvimento Social – CLDS 3G – e Rede Local de Intervenção Social – RLIS – serão estruturantes para informar mais e melhor a população rural acerca dos seus direitos e dos recursos a que poderão aceder. Os projetos referidos privilegiam os serviços de proximidade, que darão resposta às necessidades reais, tendo em consideração as circunstâncias de cada pessoa é respetivas necessidades.
Devemos apostar, como preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS), na promoção do envelhecimento ativo e na aprendizagem ao longo da vida, integrando toda a população, favorecendo o envelhecimento saudável e participativo que, certamente, será fundamental, para a diminuição da necessidade de cuidados e manutenção da autonomia de cada pessoa.
O grande desafio dos nossos dias, no que concerne à população sénior, é fazer corresponder ao aumento da esperança de vida a melhoria da qualidade de vida, contribuindo para a manutenção da sua independência e autonomia, sendo estes os arquitectos dos seus projetos de vida.
José Carreira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

FÉRIAS DIVERTIDAS NAS OBRAS SOCIAIS

As Obras Sociais do Pessoal da Câmara Municipal de Viseu[1] estão a dinamizar as Férias Divertidas para crianças dos 5 aos 12 anos.

No período de férias escolares a Instituição Particular de Solidariedade Social – IPSS – organiza, anualmente, há cerca de 10 anos, múltiplas atividades para a ocupação dos tempos livres das crianças.

Com um duplo enfoque – pedagógico e lúdico – são organizadas actividades que promovem o contacto com a natureza; visitas aos museus da região; jogos tradicionais; atividade física; jogos de tabuleiro; workshops de culinária, cartoon, informática, inglês, cinema, teatro…

As Férias Divertidas tiveram o seu início no dia 13 de Junho e prolongar-se-ão até ao final do mês de Agosto.

[1] https://www.obrassociais.pt/

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon