Sessão N. 10 do CAFÉ MEMÓRIA

Sessão N. 10 do CAFÉ MEMÓRIA .
Sábado, 27 de Fevereiro de 2016
Das 10H00 às 12H00
Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV)
Sessão de atividade musical, com a colaboração de elementos da Estudantina Universitária de Viseu

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Formação “Organização Pessoal e Gestão do Tempos”

Começa hoje a Formação “Organização Pessoal e Gestão do Tempos”.
O nosso bem-haja a todos os formandos.
Desejamos que a formação seja muito útil.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Projeto Europeu de Envelhecimento Ativo

Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu aderiram ao consórcio Ageing@Coimbra

As Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu viram aprovada a sua integração no Ageing@Coimbra (http://www.ageingcoimbra.pt/), um consórcio de âmbito regional que visa a valorização do papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas em prol do seu bem-estar geral e de um envelhecimento ativo e saudável.

O consórcio, liderado pela Universidade de Coimbra, é composto por diversas instituições de referência: Instituto Pedro Nunes; Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra; Administração Regional de Saúde do Centro…

O principal objetivo é melhorar a vida dos cidadãos idosos na Região Centro de Portugal, através de melhores serviços sociais e cuidados de saúde, assim como da criação de novos produtos e serviços inovadores.

Trata-se de um desafio, no âmbito de uma Parceria Europeia para o Envelhecimento Ativo e Saudável que tem como objetivo aumentar, em cerca de 2 anos, a esperança média de vida saudável dos cidadãos da UE em dois anos, até 2020.

Este objectivo geral será complementado com ações que incidirão sobre os seguintes pilares:

 

  • Melhoria da condição de saúde e da qualidade de vida dos cidadãos europeus, focando no idoso;
  • Implementação de programas que permitam a sustentabilidade dos sistemas de saúde e ação social;
  • Aumento da competitividade das indústrias europeias, criando oportunidades de negócio e expansão para novos mercados.

 

Pela ação do Consórcio Ageing@Coimbra, a Região Centro de Portugal já adquiriu o estatuto de “Região Europeia de Referência para o Envelhecimento Ativo”, reconhecido pela União Europeia (UE), um estatuto único no território português, sendo que na UE existem 32 no total.

 

Com a integração neste consórcio regional, as Obras Sociais, que estão atentas à problemática do envelhecimento e das demências, disponibilizam-se para acolher e desenvolver métodos, técnicas e estudos pioneiros tendentes à prossecução destes objetivos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Obras Sociais aderiram ao consórcio Ageing@Coimbra

Projeto Europeu de Envelhecimento Ativo

As Obras Sociais do Pessoal da CM e SM de Viseu viram aprovada a sua integração no Ageing@Coimbra (http://www.ageingcoimbra.pt/), um consórcio de âmbito regional que visa a valorização do papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas em prol do seu bem-estar geral e de um envelhecimento ativo e saudável.

O consórcio, liderado pela Universidade de Coimbra, é composto por diversas instituições de referência: Instituto Pedro Nunes; Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra; Administração Regional de Saúde do Centro…

O principal objetivo é melhorar a vida dos cidadãos idosos na Região Centro de Portugal, através de melhores serviços sociais e cuidados de saúde, assim como da criação de novos produtos e serviços inovadores.

Trata-se de um desafio, no âmbito de uma Parceria Europeia para o Envelhecimento Ativo e Saudável que tem como objetivo aumentar, em cerca de 2 anos, a esperança média de vida saudável dos cidadãos da UE em dois anos, até 2020.

Este objectivo geral será complementado com ações que incidirão sobre os seguintes pilares:

 

  • Melhoria da condição de saúde e da qualidade de vida dos cidadãos europeus, focando no idoso;
  • Implementação de programas que permitam a sustentabilidade dos sistemas de saúde e ação social;
  • Aumento da competitividade das indústrias europeias, criando oportunidades de negócio e expansão para novos mercados.

Pela ação do Consórcio Ageing@Coimbra, a Região Centro de Portugal já adquiriu o estatuto de “Região Europeia de Referência para o Envelhecimento Ativo”, reconhecido pela União Europeia (UE), um estatuto único no território português, sendo que na UE existem 32 no total.

Com a integração neste consórcio regional, as Obras Sociais, que estão atentas à problemática do envelhecimento e das demências, disponibilizam-se para acolher e desenvolver métodos, técnicas e estudos pioneiros tendentes à prossecução destes objetivos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

Envelhecimento na atualidade dá mote para ciclo de atividdes

“As Obras Sociais, no âmbito do seu projecto Centro de Apoio ao Alzheimer de Viseu, em parceria com a Escola Superior de Educação de Viseu e a Fnac Viseu, vai levar a cabo uma série de actividades que visam estimular o debate no âmbito da temática do envelhecimento. O mês de Janeiro recebeu alguns dos eventos programados pela instituição e os próximos já estão calendarizados.(…)”

Pode ler a notícia na edição de hoje (10 de Fevereiro de 2016) do Diário de Viseu.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

“Envelhecer no Século XXI”

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, no final de 2014 havia 595 mil portugueses com mais de 80 anos, 5,7% da população. Em 2015, o número de idosos com mais de 100 anos em Portugal superou pela primeira vez a barreira dos 4000. O número quase duplicou desde 2011 e actualmente, dos 4 066 residentes no país com mais de cem anos, 1298 são homens e 2768 mulheres.
Até 2050, segundo as projecções das Nações Unidas, passaremos da quinta posição no ranking dos países mais envelhecidos do mundo para o terceiro lugar, ficando só atrás do Japão e de Espanha, estimando que, nessa altura, 35,2% da população portuguesa terá mais de 65 anos.
Ao longo do ano, as Obras Sociais, no âmbito do seu projeto Centro de Apoio ao Alzheimer de Viseu, em parceria com a ESEV e a FNAC de Viseu, realizará algumas atividades que visam estimular o debate no âmbito da temática do (s) envelhecimento (s) que é, felizmente, cada vez melhor sucedido.
Estão agendadas atividades para o mês de março e abril que serão realizadas na FNAC Viseu, no Palácio do gelo.
Ciclo de Cinema Envelhecer no Século XXI
PROGRAMAÇÃO:
1ª quinzena de Março:

AMIGOS IMPROVÁVEIS – 07 de Março às 21H00
DUAS IRMÃS – 08 de Março às 21H00
MINHA MÃE – 09 de Março às 21H00
OS GATOS NÃO TÊM VERTIGENS – 10 de Março às 21H00
O DIÁRIO DA NOSSA PAIXÃO – 11 de Março às 21H00

2ª quinzena de Março:

A TEORIA DE TUDO – 16 de Março às 21H00
COM TODAS AS NOSSAS FORCAS – 17 de Março às 21H00
UM AMOR PARA RECORDAR – 18 de Marçio às 21H00

1ª quinzena de Abril:

PS I LOVE YOU – 06 de Abril – 21H00
PARA A MINHA IRMÃ – 7 de Abril – 21H00
UMA VIDA AO TEU LADO – 08 de Abril – 21H00

Estão também agendas as atividades que se seguem:

– 12 de Março – Dr.ª Pinto Coelho – Apresentação do livro “Chegar Novo a Velho”.

– 20 de Março – Dr.ª Lia João – “Centenários Portugueses: casos de Sucesso”.

– 09 de Abril – Agulha do Tempo – “Devaneios à Volta do Chá”

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

V Corrida Solidária Médicos do Mundo em Viseu

PARCEIROS LOCAIS: Obras Sociais & Viriathvs Runners.
Objectivos:
– Despertar a consciência de crianças, jovens e comunidade educativa e empresarial para o seu papel na construção de uma cidadania activa e na promoção da saúde, contribuindo para um desenvolvimento sustentável;
– Reflectir sobre a importância da Educação para a Cidadania Global;
– Angariar fundos para apoiar os projectos da Médicos do Mundo.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

DESFILE DE CARNAVAL

As nossas crianças participaram com muita alegria e cor no desfile de Carnaval.

As bancadas estavam repletas de pessoas a aplaudir as crianças e os seus professores, educadoras, auxiliares de educação…

O desfile foi bonito e divertido!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon

ALZHEIMER: SUCESSO DE INVESTIGADORES PORTUGUESES

A equipa de investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC)[1], da Universidade de Coimbra, coordenada por Ricardo Rodrigues, após sucessivos estudos realizados, descobriu como ocorre a deterioração da comunicação entre neurónios responsável pela perda de memória na doença de Alzheimer.

Os investigadores identificaram um mecanismo celular ativado pelo ATP que está presente durante o desenvolvimento neuronal e que é anormalmente reactivado em modelos animais da doença de Alzheimer, podendo originar a perda de sinapses (contactos entre neurónios essenciais para a sua correta comunicação).

A importância das investigações realizadas pelo grupo de trabalho foi reconhecida pela Alzheimer Association[2] que atribuiu 100 mil dólares para avaliar se o novo mecanismo contribui para a perda sináptica e de memória na fase inicial da doença de Alzheimer.

O cientista Paulo Rodrigues criou um software que gera um Google Maps do cérebro que poderá revolucionar o tratamento das doenças neurológicas. Em entrevista à revista do Expresso “E” (30 de janeiro de 2016) Paulo explica: “O nosso software – o CloudN (Cloud Neuroimaging)[3] permite olhar para dentro do cérebro e quantificar o que se passa, sem qualquer dano para o paciente.”.(…) “O nosso software permite que médicos e investigadores possam olhar para dentro de cérebro em 3D e ‘medir’ o que está errado”.

A possibilidade de quantificar o real estado dos tecidos do cérebro permite a criação de duas aplicações:

  • Acelerar o desenvolvimento de novos tratamentos para doenças como Parkinson e Alzheimer;
  • Detenção precoce de doenças vários anos antes que os sintomas se manifestem.

 

A ciência portuguesa dá cartas e contribui decisivamente para “uma era de grandes avanços no nosso entendimento do cérebro”.

 

BRAVO!

[1] http://www.cnbc.pt

[2] http://m.alz.org

[3] http://www.mint-labs.com

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on StumbleUpon